Escatologia Geral (II) – O Arrebatamento da Igreja


Dando continuidade ao estudo da Escatologia Geral, trataremos neste artigo sobre o Arrebatamento da Igreja que é a segunda coisa que deve acontecer no plano escatológico de Deus.O Arrebatamento da Igreja foi profetizado pelo Senhor Jesus Cristo em Jo 14.3: “E quando eu for e vos preparar lugar virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também”. Paulo tratou também do assunto em 1 Ts 4.17: “Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor”. Em 2 Ts 2.1, Paulo falou da nossa reunião com Cristo na sua segunda vinda. 

“Ora, irmãos, rogamos-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele”.No arrebatamento da Igreja, três coisas irão acontecer seqüencialmente: a) A ressurreição dos crentes falecidos – “Os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro” 1 Ts 4.16; b) A transformação dos crentes vivos – “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” 1 Co 15.51,52; c) O encontro da Igreja com Cristo no céu atmosférico – “Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares,...” 1 Ts 4.17.Observemos amados que o arrebatamento da Igreja está intimamente ligado à segunda vinda de Jesus Cristo. No devido momento os céus se abrirão e o Senhor Jesus descerá em glória para buscar a sua Igreja, que Ele resgatou com o seu precioso sangue. Preparemo-nos, portanto, para esse glorioso evento.