Mc 5.21-43 - A Filha de Jairo – A Mulher que tinha um fluxo de sangue


Depois do episódio da expulsão de demônios em Gadara, Marcos nos apresenta dois fatos, um intercalado no outro, que foram os casos da ressurreição da filha de Jairo e a cura da mulher com um fluxo de sangue.

   O relato começa com a ida de Jairo, um dos principais da sinagoga, a presença de Jesus pedindo socorro para que ele curasse a sua filha. Quando Jesus ia para a casa dele,  acompanhado de uma multidão, uma mulher com uma hemorragia contínua aproximou-se dele e tocou em suas vestes e foi curada. Segundo o seu testemunho, ela dizia em seu coração que assim que tocasse nas vestes de Jesus ficaria curada, o que de fato aconteceu, sendo a sua fé elogiada por Jesus.

  Na continuação da ida de Jesus para a casa de Jairo, chegou a notícia de que sua filha falecera e que não precisava mais incomodar o Mestre. Ao ouvir isso, Jesus disse a Jairo: “Não temas, crê somente”. Ao chegar naquela casa os pranteadores já estavam em ação, e Jesus perguntou a todos por que estavam alvoroçados e choraram, pois a menina não estava morta e sim dormia, e todos riam dele. O senhor Jesus entrou no quarto da menina acompanhado de Pedro, Tiago e João e dos pais dela e,  pegando a mão da menina, ordenou que ela se levantasse (Talita cumi) e assim aconteceu.  A ressuscitação da menina deixou os presentes assombrados com grande espanto. Jesus ordenou que eles não divulgassem o fato, e que dessem de comer a menina.