Noticias do Mundo Evangélico


O filho de um pastor foi baleado e morto enquanto tentava impedir que a demolição do templo da congregação fosse concretizada por uma agência governamental


O filho de um pastor foi baleado e morto enquanto tentava impedir que a demolição do templo da congregação fosse concretizada por uma agência governamental

Fiéis se reúnem em ruínas de igreja demolida pelo governo para celebrar a Deus após a morte do filho do pastor; Foto: reprodução/HACFO/Facebook

Ezekiel Bitrus Tumba, 29 anos, foi morto a tiros enquanto tentava impedir que o templo da Igreja EYN, na cidade de Maiduguri, capital do estado de Borno, Nigéria, fosse demolido. A Associação Cristã da Nigéria (CAN, na sigla em inglês) protestou contra o crime.

“Funcionários da Borno Geographic Information System (BOGIS), liderados por seu secretário executivo, Engr Adams Bababa, trouxeram a CJTF para a igreja não só para demolição, mas também acabaram matando nosso irmão e filho. Toda a comunidade cristã está luto pelo irmão, que era um provedor do ganha-pão de sua família e foi enviado para sua sepultura precocemente”, declarou o bispo Williams Naga, presidente da CAN.

Os cristãos nigerianos vêm enfrentando uma perseguição intensa e sem precedentes no país, que tem uma população dividida igualmente entre cristãos e muçulmanos. Agentes radicais do segundo grupo, como o Boko Haram, têm promovido atentados constantes, o que resultou em dezenas de milhares de mortes ao longo dos últimos anos.

A demolição do templo, que resultou na morte de Ezekiel, foi concluída no dia 05 de agosto, terça-feira da semana passada. No último domingo, 08 de agosto, os cristãos da cidade se reuniram em torno das ruínas do templo e celebraram seu culto semanal.

A Fundação Cristã Hausa (HACFO, na sigla em inglês) usou sua página no Facebook para relatar a perseverança dos fiéis: “Eles demoliram o prédio, pensando que é a Igreja. [Mas] a Igreja é para sempre imbatível e indestrutível”.

O portal Guardian Nigeria relatou que outras quatro igrejas da área também foram demolidas sob a alegação de uma “falha na formalização de títulos de terras e imposto sobre a propriedade”.

Os governos estaduais do norte da Nigéria dificultam a construção de templos cristãos, o que na prática significa uma proibição de construção de igrejas, e em muitos casos, demolem os locais de culto sem aviso prévio.

“Se você quiser construir uma igreja, eles não lhe darão uma permissão, porque o governo vai [demitir] qualquer um que propor/assinar um documento para construir uma igreja”, relatou um líder da igreja no norte do país à entidade International Christian Concern.

A HACFO publicou um vídeo do sepultamento do filho do pastor, com os cristãos da cidade louvando a Deus com uma música que fala que eles estarão com Jesus em qualquer circunstância, não importando a dificuldade do caminho: “Eu preciso ir, eu preciso ir. Satanás é um perdedor para sempre. Jesus é o vencedor sempre. Nós vencemos”.

Gospel+